Biodiversidade

Conservação e Biodiversidade

A conservação da biodiversidade é encarada pela The Navigator Company como a chave para uma produção ambientalmente responsável e uma gestão florestal sustentável.

Estratégia para a Conservação

A The Navigator Company definiu uma estratégia inovadora, adaptada à sua escala e visando a conservação de valores naturais e socioculturais existentes no património sob sua responsabilidade.

O modelo assenta nos seguintes vectores:

  • Avaliação de valores naturais, de biodiversidade ou socioculturais
  • Mapeamento de Zonas com Interesse para a Conservação
  • Avaliação de impactes potenciais das operações
  • Definição e implementação de medidas para os mitigar
  • Programas de monitorização anuais.

Como suporte à estratégia de conservação, foram desenvolvidos Manuais de Técnicas de Avaliação da Biodiversidade e Planos de Acção de Conservação (PAC), que contaram com o contributo de especialistas e organizações não governamentais de ambiente.

Áreas de Alto Valor de Conservação

Cerca de 10% da área de património sob gestão da Companhia que foi classificada como Zonas com Interesse para a Conservação.

Dentro destas zonas, as Áreas de Alto Valor de Conservação (AAVC), conceito exclusivo da certificação FSC® (Forest Stewardship Council®), são as mais relevantes. A relevância destas áreas resulta da presença de valores ambientais, sociais e culturais de carácter excepcional.

Dada a escala e dispersão do património gerido pela Companhia, a metodologia de abordagem à identificação destes valores foi definida inicialmente num projecto com o Programa Mediterrâneo da organização não-governamental WWF e desenvolvida com o apoio de especialistas na área da Conservção.

Neste projecto foram classificadas Áreas de Alto Valor de Conservação à escala local em torno de ecossistemas raros, ameaçados ou em perigo de extinção, zonas críticas para protecção de bacias hidrográficas, para a conservação do solo e para a identidade cultural tradicional de comunidades locais.

Código de licença de uso do FSC® : FSC C010852 

Como face visível da política activa da Companhia na conservação dos valores naturais, salientamos:

  • A extensão de património gerido com objectivo de conservação da biodiversidade (10% de património são Zonas com interesse para a conservação).
  • A protecção, conservação activa e requalificação de manchas de habitats naturais e, consequentemente, das espécies que os utilizam para realizar as suas funções ecológicas de alimentação, refúgio ou reprodução.
  • A identificação, mapeamento e conservação de habitats e espécies de fauna e flora com estatuto de conservação no âmbito da Rede Natura 2000 ou da Rede Nacional de Áreas Protegidas, de que é exemplo a protecção da águia de Bonelli, ave de rapina com o estatuto de 'ameaçada' em território nacional.
  • A adopção de medidas de gestão de conservação desenvolvidas com apoio de especialistas e integradas no modelo de gestão florestal.
  • A divulgação e sensibilização para o tema da Conservação através de partilha de experiências e casos de estudo em publicações próprias, projectos editoriais ou eventos de comunicação.

Resultado positivo

A abordagem seguida pela Companhia, integrando a estratégia de conservação no modelo de gestão florestal, aliada à preservação de habitats, à ausência de utilização de organismos geneticamente modificados e ao esforço de erradicação de espécies invasoras, faz com que se disponha de um importante conjunto de dados sobre valores relevantes a preservar no território, com que sejam minimizados os impactes negativos, directos ou indirectos, na biodiversidade e potenciados os positivos.