Competências

Construir o Futuro

O futuro da The Navigator Company depende da nossa capacidade para continuar a mobilizar e desenvolver competências centrais e estratégicas, gerar conhecimento, fomentar a partilha de experiências e implementar as melhores práticas da indústria.

Bases de posicionamento da Companhia

A The Navigator Company acredita que o seu posicionamento na indústria da pasta e do papel assenta na sua capacidade para, de forma contínua, integrar e diversificar fortes competências técnicas e tecnológicas com competências transversais, de natureza estratégica, sendo um dos fatores determinantes do seu sucesso nacional e internacional.

A Visão e Estratégia da Companhia concretiza-se nas seguintes competências:

  • Visão e estratégia;
  • Liderança e desenvolvimento da equipa;
  • Orientação para resultados;
  • Orientação para o cliente (e outras partes interessadas);
  • Pensamento criativo e inovação;
  • Pensamento analítico e conceptual;
  • Compreensão interpessoal;
  • Trabalho em equipa e cooperação;
  • Comunicação e influência.

Compreender a Visão e a Estratégia da The Navigator Company, saber comunicá-la e traduzi-la em resultados, aceitando correr os riscos inerentes, são demonstrações comportamentais que reflectem alinhamento e habilidade para enfrentar novos desafios, independentemente dos contextos geográficos e sociais.

Trabalhar eficazmente em ambientes distintos, com estruturas e pessoas diversas, evidenciando capacidade para equacionar interações complexas, diferentes interesses, informações críticas e decidir pelas soluções que potenciam a melhoria dos resultados, são evidências geradoras de oportunidades para empreender novas etapas de evolução na carreira profissional.

Mobilizar a equipa em torno de objectivos, transmitindo as prioridades de forma clara, promovendo a autonomia funcional e a partilha de responsabilidades, através de feedback oportuno e preciso e de planos de desenvolvimento adequados a cada colaborador, constituem-se como práticas distintivas de gestão e liderança de pessoas, e preditoras de sucesso a médio e longo prazo.

O compromisso com um modelo de gestão orientado para o seu desenvolvimento sustentável releva a importância da gestão dos stakeholders (partes interessadas), na qual as competências de orientação para o cliente, compreensão interpessoal, comunicação e influência surgem como críticas para projetar um caminho sem fronteiras geográficas, centrado na obtenção de resultados, hoje e no futuro.

Gerir os riscos e a incerteza requer capacidade de adaptação e elevado compromisso em torno de valores e de objectivos pelo que encarar as adversidades como oportunidades de aprendizagem, ter iniciativa, centrar-se em novas respostas e soluções, partilhar informação, experiências e aprendizagem, são demonstrações de comportamentos facilitadores da construção e desenvolvimento de ambientes geradores de conhecimento.