• APP Investor & Media Relations
  • Faça download em:

RELATÓRIO&CONTAS 2018 Relatório de Sustentabilidade 2018

MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Senhores Acionistas,

Prosseguindo um ciclo já longo de crescimento e de bons resultados, o exercício de 2018 foi bastante favorável para a The Navigator Company, confirmando-se as expectativas positivas que havíamos antecipado. O vosso Grupo está assim mais forte e melhor preparado para continuar a enfrentar com êxito os desafios que se colocam no caminho do seu desenvolvimento.

Num setor de elevada sensibilidade ambiental como é o nosso, é muito gratificante confirmar que trabalhamos de uma forma muito responsável, como uma vez mais foi comprovado, desta vez com a atribuição ao Grupo, pela prestigiada organização internacional CDP (Carbon Disclosure Project), do nível mais elevado em termos de atuação sustentável (“A” List Company), em reconhecimento da sua contribuição para o combate às alterações climáticas.

Estes resultados são fruto do nosso empenho constante em compatibilizar os objetivos de crescimento e rendibilidade, por um lado, e de empresa socialmente responsável, por outro, praticando uma política de abertura em relação à comunidade, à qual gosta de dar conta regular da sua atividade, designadamente através do Relatório de Sustentabilidade, que é de novo divulgado este ano.

A conciliação da vontade de desenvolvimento com o escrupuloso respeito pelas normas ambientais, cada vez mais rigorosas, tem exigido investimentos frequentes e de grande envergadura, que o Grupo tem decidido realizar, sempre preservando a necessária robustez financeira. Em consequência desta política, as unidades industriais da Navigator situam-se entre as tecnologicamente mais sofisticadas do seu setor de atividade, capazes de fabricar com elevados índices de qualidade e produtividade os produtos que exporta para cerca de 130 países de todo o Mundo.

Também no setor florestal tem sido realizado um grande trabalho orientado para a melhoria das condições de produtividade, uma necessidade permanente e que as restrições regulamentares prevalecentes tornam ainda mais imperiosa. Este esforço desenvolve-se em especial no património diretamente gerido pelo Grupo, mas é também dirigido, mediante ações de cooperação com associações e outros organismos representativos da área florestal, ao aumento da eficiência geral do setor, com benefício para milhares de produtores independentes, grandes responsáveis pelo fornecimento de matéria-prima, uma vez que o grau de autoabastecimento da Navigator é inferior a vinte por cento.

Estas atuações inserem-se na busca incessante do aumento da eficiência global da nossa organização, que é um requisito fundamental para preservar a sua capacidade competitiva, nas diferentes áreas geográficas onde concretiza as suas operações. Esta prática persistente, juntamente com a inovação em todas as áreas de operação, tem reforçado a flexibilidade e resiliência do Grupo, permitindo-lhe atravessar relativamente incólume os períodos de maior incerteza e dificuldade, decorrentes da situação da economia mundial ou das crises cíclicas do setor. As barreiras ao livre comércio internacional que, de modos variados, se têm acentuado nos últimos anos, obrigam a prosseguir de forma incansável o aprofundamento de todos os fatores de competitividade que têm constituído os traços distintivos do Grupo.

Quero, naturalmente, concluir esta mensagem com algumas sentidas palavras para lembrar o desaparecimento, em agosto de 2018, do Senhor Pedro Queiroz Pereira, fundador e principal dinamizador do que é hoje a The Navigator Company, deixando-lhe aqui o devido tributo e reconhecimento.

O Senhor Queiroz Pereira sabia combinar muito bem a sua vontade indómita de realização com a capacidade de avaliar os riscos de cada movimento estratégico significativo. Por isso, o Grupo foi sempre crescendo com ambição, mas de uma maneira prudente. Via no êxito de cada etapa o estímulo para um novo empreendimento, e olhava para os resultados não como um fim em si mesmo, mas principalmente como a alavanca necessária para se alcançar um novo patamar de desenvolvimento.

Entendia o Grupo não como um projeto pessoal, mas como o lugar de realização de todos os que no dia-a-dia lhe dedicam o melhor das suas capacidades. Tinha uma enorme satisfação em encabeçar um grupo português sólido e dinâmico, de elevada reputação e com projeção internacional, com uma grande contribuição para o valor acrescentado nacional, para as exportações e para a criação de emprego.

Era, efetivamente, um empresário com valores sólidos e marcadas preocupações sociais.
O seu exemplo continuará a inspirar-nos. Sei que o Senhor Queiroz Pereira dispensava elogios, e sei também que a única homenagem que talvez aceitasse receber fosse o compromisso de prosseguirmos com entusiasmo a obra de que hoje tanto nos podemos orgulhar. É esse compromisso que aqui quero deixar expresso, com a certeza de que o faço em nome de todos os que são parte da The Navigator Company.

Setúbal, 12 de março de 2019
João Nuno de Sottomayor Pinto de Castello Branco
Presidente do Conselho de Administração

Voltar